Quando Não Nos Sentimos Dignos




Certa vez conversando com um amigo de infância ele sempre repetia a seguinte frase: "Adriana eu não me sinto digno do amor de Deus". É um amigo muito especial para mim, porque brincávamos juntos, corríamos pelo bairro e sempre tínhamos um carinho muito grande um pelo outro.

Hoje já adultos, eu vivendo a plenitude de Deus(seu perdão maravilhoso) e ele ainda resistindo a esse amor tão grandioso!

Tantos e tantos meios que Deus o está chamando e ele ainda resiste à esse amor.

Livramentos, vida, um grande acidente, perna mancada, término de um namoro, sem trabalho, sem dinheiro, uma vida totalmente envolvida por circunstâncias destruidoras e ele ainda resiste!

Não o julgo, pois, sei que Deus usa essas situações para que, quando chegarmos no fundo do poço, venhamos a reconhece-lo que não há Deus como Ele. Esse tempo vai chegar na vida desse meu amigo, eu creio!

Mas, essa pequena ilustração(que é 100% verdadeira) talvez seja você.

Assim como meu amigo se sente indigno do cuidado de Deus, de seu amor, de o servi-Lo, assim também pode ser você ou pode ser que mesmo sendo cristão, você se sinta assim incontáveis vezes. Eu já me senti assim e não foi só uma vez não. 

Hoje quero lhe dizer que, se sentir indigno desse amor não pode nos privar de aceitar esse perdão que só Ele oferece, através de seu Filho, Jesus! Ele apenas quer que você o aceite!

Nunca vamos corresponder à altura de Deus, mas podemos segui-Lo com uma consciência limpa e um coração que deseja (mais do que tudo) agradá-Lo! Aceite o seu perdão apenas.

Deus o chama, Ele oferece o seu perdão a você! Ele já o perdoou na cruz!

"Venham, vamos refletir juntos", diz o Senhor. 
"Embora os seus pecados sejam vermelhos como escarlate, 
eles se tornarão brancos como a neve; embora sejam rubros como púrpura, 
como a lã se tornarão".

Isaías 1: 18  




Postar um comentário

Postagens mais visitadas