Miniatura De Uma Alma Consumista - Elas São Nossas Crianças!






















Ao lembrar de minha infância tenho excelentes recordações. Não somente de fatos alegres como também de momentos tristes, momentos de dificuldades, vários momentos de "sim" e também de "não". Sim, todos esses sentimentos ajudaram-me a vencer dificuldades, a não ceder aos meus desejos desenfreados, a dar um freio nos meus impulsos e a não ultrapassar meus limites até que eu atinja minha maturidade.

Adorava brincar de bonecas, de amarelinha, de esconde-esconde, patins, bicicletas, manja-pega, de elástico, bambolê, queimada, bola e até mesmo, de protagonizar meu próprio casamento, de participar do roubo de bombons no supermercado(fui pega em flagrante com minha colega, pois, havia câmeras lá) e de até ser atacada por meninas que pensavam que eu estava roubando o namorado delas (sim, você não imagina o que uma criança é capaz de fazer longe de seus pais..ehheheh).  

Todos esses e muito mais foram momentos de criancice. Mas, hoje percebemos que isso não ocorre mais, na sua maioria. São crianças que trocam o "brincar" por uma TV, trocam o afeto por objetos, trocam amizades pessoais pelas virtuais, trocam o intelecto pela beleza exterior e trocam os valores corretos pelo o que a mídia impõe. É preocupante sim, como não abater-se vendo nossas crianças consumirem, consumirem, consumirem e com um consumismo sem limites. Não tenho como aceitá-la.


O que me deixa mais intrigada é que nossas crianças não sabem dizer, explicar porque possuem tanta vontade de ter um celular da nova geração, de quererem muito aquele vestido, mais aquele sapato(depois de ter mais de 10 pares..ehheh), aquele playstation, aquela sandália da moda, o Ipod do colega, o tablet da amiguinha, enfim, um consumismo extremista e totalmente insatisfatória. 


Nossas crianças precisam brincar, curtir suas meninices, suas criancices, seu jeito infantil de ser. Pular sem se preocupar com o cabelo que vai desarrumar, correr sem se preocupar com o salto alto que está usando, vestir-se sem se preocupar as roupas que valorizam seu corpo, olhar no espelho e não dar extrema atenção na sua maquiagem, apreciar a leitura ao invés de assistir TV.


É, precisamos cuidar de nossas crianças, urgentemente!

Não permita que a mídia controle suas crianças fazendo-as consumirem de forma desordenada! Faça com que ela entenda o porquê do "não" ser tão importante em sua vida.

Entrevista:

- O que você mais gosta de fazer?
Criança: Compras

- Que tipo de compras?
Criança: Roupas, sapatos, maquiagens, botas, celulares, se eu pudesse compraria o shopping inteiro!

- Porque você quer comprar todos esses objetos?
Criança: Não sei. Ainda, não descobri.

- Você prefere brincar ou assistir TV?
Criança: TV

*** Bastam apenas 30 segundos para uma marca influenciar uma criança.
Fonte: Associação Dietética Norte Americana

" Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com o passar dos anos não se desviará deles"

Provérbios 22:6

Boa Noite Amigos!


  
2 comentários

Postagens mais visitadas