Poemas de Ariel Cambronero




Na noite

Neste mar de trevas,
Você é o farol de marfim,
Minha felicidade sem fim,
Que muitos poemas faz que eu escreva.

Poemas feitos da espuma,
Do mar de meu coração,
Os quais contam minhas sereias,
Feitas de sal e areias.

Sozinho na noite,
Baixo o brilho da lua,
Deixo de caminhar na rua,
Para voar alto com você.

Voar até as estrelas,
Mas nenhuma delas,
É tão brilhante quanto você,
Nem tão única quanto você.

Oh, minha rosa de luar,
Olhar sua beleza,
É olhar o anjo mais belo,
É olhar meu amor verdadeiro.

*******************************************************************

Esperança dormida

Você é minha esperança dormida,
Dormida nos meus sonhos,
Entre as flores de loto,
Que crescem a ver seu sorriso.

Você é minha máxima alegria,
Que muda toda noite em dia.
Minha luz na obscuridade,
Minha alegria na saudade.

Minha ave de ouro,
Que varre com meu outono,
Que aquece meu coração.
Neste inverno que está apanhado.

De seda são seus beijos,
Os quais me fazem viajar pelo espaço,
Os quais me fazem esquecer o tempo,
Querendo só jazer ao seu lado.

Jazer com você,
Até que a eternidade tenha o fim,
Até que o sol brilhe na noite,
Fazendo o eterno amanhecer.

Autor: Ariel F. Cambronero Zumbado / 2014
De: Costa Rica

Postar um comentário

Postagens mais visitadas