Minitexto: Pessoas Dependentes





Elas tentam nos sugar ao máximo jogando as coisas para nós porque evitam comprometer-se.

Sempre precisam de alguém para se apoiarem, uma questão bastante "cômoda".

Isso é depreciativo. Não escolha esse caminhar. Não siga os seus espinhos.

São notadas muito sutilmente. Às vezes, você precisa olhar (com o tempo) nos detalhes de suas ações, e não de suas palavras.

Podem estar incubadas. Elas sabem disfarçar muito bem! Apesar de utilizarem um mecanismo muito eficaz - "as críticas!"

Em vez de ajudar, incentivar, contribuir, elas falam mal do que você faz e sempre dão palpites como se elas o fizessem melhor que você ou o fulano.

Mas a gente aprende muito com as suas atitudes.

Aprende a não querer ser igual a elas!

A dependência emocional é a pior! Traz uma sensação muito incômoda, ruim. 

Colocam a responsabilidade de tudo em um outro alguém: na mãe, no filho, no companheiro, no governo, na amiga...e assim, por diante!

Transferem o que é de sua competência para um outro ser. 

Acham que temos a obrigação de realizar favores, de agradá-las, de servi-las. 

Quando nem se quer levantam uma grama para fazer algo.

Não fazem nem por elas quanto mais pelos outros. É fato!

Apenas criticam e fazem piadinhas tentando atingir negativamente seu trabalho e vida - seus sonhos!

Afaste-se de pessoas dependentes; elas contaminam, literalmente!

- Adriana Santos

"As pessoas dependentes geralmente demonstram sua agressividade através de críticas.....é um método muito eficaz em pessoas ansiosas com baixa autoestima. Ao expressarem suas críticas, criam a ilusão de que se fossem elas a fazer aquilo, fá-lo-iam melhor"
- Dr. Martin Symond
(Psicanalista e vice-chefe do Departamento de Polícia de Nova York)

"Com a boca o ímpio pretende destruir o próximo, mas pelo seu conhecimento o justo se livra"
- Provérbios 11:9
Postar um comentário

Postagens mais visitadas