Quando Nos Dispomos A Mudar...





Mudamos quando não aguentamos mais estar na situação atual. Para ser mais precisa, nós só decidimos passar pela mudança quando as consequências sofridas dessa dor tem alcançado o seu limite máximo.

As consequências dos atos tem tornado a dor tão intensa, profunda, incalculável que a opção de mudar, o nosso interior e a situação pela qual estamos vivendo, passa a atingir uma forte dimensão dentro da gente.

"O progresso é impossível sem mudança. Aqueles que não conseguem mudar as suas mentes não conseguem mudar nada"
- Bernard Shaw

A dor já se encontra totalmente tomada, em um alto grau de desespero, de angústia por dias a fio. Daí, olhamos para nós mesmos e reconhecemos que essa vida não é a que ansiamos, não é a que sonhamos para viver, não é a que projetamos para o futuro e nem a que Deus planejou para nós.

Mas é preciso identificar a dor e reconhecê-la. Assumir que, as consequências do que se fez, é que tem causado essa dor. Sem isso, a pessoa continuará na mesma, mesmo sofrendo em longo período. Pensar que ela vai passar, não garante nada. Ela só passa quando decidimos não viver e nem permanecer na mesma ou na mesma situação, então, é aí que nos dispomos a mudar.

Às vezes, as burradas tornam-se rotineiras, repetitivas, e são combatidas, aniquiladas com a "mudança". Por essa razão, é importantíssimo que mudemos nosso caminhar e nosso interior constantemente. Deus age em meio a dor. Ele permite a fim de que mudemos.

"Nem tudo o que enfrentamos pode ser mudado. 
Mas nada pode ser mudado enquanto não for enfrentado"
- James Badwin

Essa dor, na maioria, somos nós que fizemos acontecer, por exemplo, dívidas que se acumularam com o passar dos dias, meses e anos; o vício da pornografia gerando impotência sexual e falta de libido (contato pessoal); a dependência das drogas, álcool e fumo que já não há mais controle levando a pessoa à miséria e penumbra.

Outras vezes, não fizemos nada para ter essa dor. Então, só nos resta confiar em Deus e descobrir o seu propósito, por exemplo, um acidente inexplicável, a morte de um ente querido.

Temos as consequências dos nossos atos e escolhas. A mudança do rumo que se está a levar é a receita milagrosa que fará com que a dor seja eliminada. Depois de sanada, não olhe pra trás. Daí, outras dores virão para que as mudanças ocorram....elas num acabam nunca....rsrsrsrs

"A mudança implica dor. Dói porque nos obrigamos a romper com padrões calcinados de conforto e preguiça 
onde controlamos e sabemos tudo"
- Gustavo Santos

Que Jesus seja a nossa força em meio a esse processo. Só o agir do Espírito Santo em nosso ser é capaz de realizar a mudança permanente, consistente e sustentadora. Sem Jesus, o processo demora mais, e muitas vezes, nunca ocorre em sua totalidade.

Ficam resquícios por muitos anos. Até porque mudar leva tempo e a aquisição de novos hábitos são executadas no dia a dia - com disciplina e dedicação.

Deus nos ajude com seu toque poderoso!
Peça a Ele o agir em sua vida!
Um beijo a todos!!!

"As angústias do meu coração se multiplicaram; liberta-me da minha aflição" 
- Salmos 25:17

"Nós mudamos o nosso comportamento quando a dor de permanecer o mesmo torna-se maior que a dor de mudar. As consequências que a dor nos causou é o que nos motiva a mudar"
- Henry Cloud
(Psicólogo americano, autor, palestrante e consultor de liderança)
4 comentários

Postagens mais visitadas