O Preço Do Orgulho




Há duas referências quando citamos a palavra orgulho

Aquela em que sentimos orgulho por pertencer a uma profissão, um país, uma família, ou quando conhecemos alguém admirável na vida. Também pode ser satisfação e apreço, consideração por valores que levamos em nosso caminhar. Esse não é o tipo de orgulho a que vou me referir aqui.

O orgulho é de origem catalã, orgull, que significa uma visão exagerada de si próprio. Está associada a palavra soberba que, em latim é superbia, sendo definida como superioridade, elevação, exagero de amor-próprio, presunção. 

O antônimo de orgulho, soberba é humildade que faz reconhecer que não somos maiores que ninguém e nem inferiores. Humildade reconhece, assume seus erros, aponta para si e vê nos outros potenciais relevantes, sem menosprezá-los ou elevá-los maiores que os demais. 

É importante fazer essa distinção, pois, ou somos pessoas orgulhosas ou humildes. É conforme o que alimentamos em nosso ser. A escolha é de cada um bem como o seu preço! 

Não podemos colocar todo rico como orgulhoso, e nem todo pobre como humilde. Isso não tem nada a ver. Até porque há muitos que, embora ricos, são muito humildes. E há pobres, em extremo orgulho no coração. Na verdade, é um estado de espírito e não depende de bens, riquezas, dinheiro, ou o que for. É no interior que isso é definido e refletido para o exterior.  

A bíblia é muito clara a respeito do ORGULHO na vida de um ser. A queda é feia e brutal. Se alimentarmos esse orgulho em nosso interior, uma hora, iremos cair. Ele não tem precedentes, pois sua função age por si só. A queda não provém de ninguém, o orgulho habitado é que gera a queda.

Menosprezar os talentos não quer dizer falta de orgulho. É importante reconhecer os talentos que Deus nos deu, mas é ELE que deve ser exaltado por nos conceder isso, e não nos acharmos no direito de que isso é nosso ou que provém de nós! É presunção falarmos ou agirmos como se o talento fosse originado por nós, embora nos esforçamos para desempenharmos com excelência. Deus é o dono de nossa vida e talento.

Deuteronômio 08:18 
Bíblia Viva (TLB)
"Lembre-se sempre de que é o Senhor, teu Deus, 
que te dá força para se tornar rico, 
e ele o faz para cumprir sua promessa aos seus antepassados"

Vejo muitos se sentindo superiores aos outros por terem um conceito sobre a vida e não respeitam a visão do outro. Outros, não aceitam a crítica sobre algum ponto de vista menosprezando o pensar diferente do seu. Muitas vezes, essa crítica nos alarga o horizonte, a visão, nos abre um caminho que, anteriormente, não havíamos enxergado. 

Ora, vivemos num mundo cheio de conceitos, ideias, modos de viver, tipos de costumes, e temos vivências, experiências distintas. É muita presunção de nosso coração colocarmos a nossa visão superior ao do outro. 

O mínimo que podemos fazer é ouvir (embora não concordemos) e absorver apenas o que nos agrega valor. O resto, deve ser deletado de nossa mente, mas nunca deixar de aceitar o posicionamento do outro e nem menosprezá-lo.

O que me conforta (sem querer desejar o mal a ninguém) é que o ORGULHO por si só gera uma queda torrencial, brutal e factual. Não precisamos fazer nada e nem nos trocarmos por pessoas assim.

Deixe a humildade fazer morada no coração e se afaste de pessoas orgulhosas, pois elas nunca reconhecerão o potencial de ninguém, somente o delas. Que Deus mantenha o nosso coração humilde e o reconheçamos em tudo, tanto pelo feito que fizemos quanto pelo o que vamos fazer!

"O orgulho vem antes da destruição; o espírito altivo antes da queda"
- Provérbios 16:18

"O orgulho deve morrer em você, ou nada do céu pode viver em você" 
- Andrew Murray
(Escritor, professor e pastor sul-africano)


Postar um comentário

Postagens mais visitadas